Sobre Cruelty Free

Então… Eu estava totalmente determinada a não usar produtos que realizam testes em animais, porem eu andei conversando com uma amiga vegetariana e pesquisando mais sobre o assunto e vi que é realmente uma missão impossível. Eu fui ao shopping esses dias atrás de produtos que não testam e quase fiquei louca…
Também descobri que a lista do PETA não é lá a coisa mais confiável desse mundo, as empresas escondem que fazem os testes e as marcas são pertencentes a uma grande marca, por exemplo: a marca ‘mãe’ Estee Lauder é dona das marcas Aramis, Bobbi Brown, Clinique, Coach, M.A.C entre outras… Ou seja, como a M.A.C testa em animais e a Clinique não testa se ambas pertencem a Estee Lauder? É muito complicado e eu fico com o coração partido de ter que abortar minha missão de só ter produtos Cruelty Free em minha penteadeira, mas é realmente impossível e a lista a muda a cada segundo.
O jeito é arrumar outras maneiras de ajudar a proteger os animais e as soluções que encontrei são:
•Fazer doações de ração e artigos ‘animalisticos’ para ongs e abrigos de animais.
•Ajudar um animalzinho de rua dando agua e procurando um lar para ele.
•Denunciar se eu desconfiar que alguém maltrata seu animal de estimação.
•Impedir agressão e maus tratos a animais de rua ou da pessoa.

Pode ser pouca coisa mas é o MEU pouco e tento fazer a diferença dessa forma.

Beijos tristes por não conseguir seguir adiante com o 100% Cruelty Free =/

Advertisements

Fim do ano de 2012!

 

Eu resolvi que vou dizer o que aprendi.

2012 foi para mim um fechamento de ciclo, foi uma fase nova nova na minha vida que se iniciou! A começar por pedras que estavam a alguns anos em meu sapato e eu finalmente consegui vencer e joga-las para bem longe.

Eu consegui vencer lutas com alguns ‘demonios’ internos. Eu comecei a fazer coisas que gosto e agora perco tempo com estudos ao invez de perder com o nada!

Eu aprendi que nunca, jamais devemos gritar nossa felicidade, não devemos fazer propaganda de algo que gostamos e achamos bom pois milhões de olhos invejosos se voltam ao que gostamos e a nossa felicidade.

Aprendi a não aceitar qualquer conselho de esquina (não que eu sempre tenha ouvido conselhos de quem quer que seja), aprendi tambem que precisamos ser duros e explodir com as pessoas, só assim você ganha o respeito de alguns seres bizarros.

Aprendi a soltar minha raiva e que devo gritar e dar murros em ponta de faca até ser ouvida. Aprendi que não devemos considerar todos amigos e devemos saber que nem tudo sempre será bom, só assim estarei preparada para o ruim caso dê errado.

Aprendi a não fazer planos quando se depende dos outros, dependendo dos outros quase sempre eu me decepciono.

Aprendi que apesar do mundo estar uma bagunça existem coisas que valem a pena, existe amor, amizade verdadeira e pessoas confiaveis, aprendi que um dia tudo da certo e outros dao tudo errado mas sempre existe o outro dia.

Esse ano me decepcionei e devo ter decepcionado, esse ano amei e nao consegui odiar (só pegar desgosto).

E não irei fazer promessas para 2013, odeio coisas que saem dos planos, então para nao me decepcionar, não os farei.